sexta-feira, 10 de fevereiro de 2012

TEXTO - ENCERRANDO CICLOS

Se a vida é uma sucessão de ciclos, como afirma Fernando Pessoa,  creio ter presenciado muitos deles, que surgiram e se encerraram, ao longo desses meus 56 anos.
Quantas coisas vivi: a inocência despreocupada da infância, a ebulição da adolescência com seus sonhos e planos; a alegria da descoberta do amor; a maternidade; o divórcio; os desafios de viver sozinha!
Em paralelo à minha própria vida, tive a oportunidade de ver, as vidas dos meus entes queridos, passando também por etapas, enquanto prosseguiam ao longo dos anos.
Todos os momentos por que passaram meus filhos, não foram ciclos apenas deles. Tornaram-se meus também.
Embora tenha tido o cuidado constante de não sufocá-los com o meu amor, foi inevitável não vibrar com suas vitórias e não chorar pelas derrotas que enfrentaram.
Pensando assim, quero me fixar e viver intensamente, as alegrias contidas no novo ciclo que se aproxima na vida de um deles:
A aventura do  casamento!
Um  passo impulsionado por uma imensa ilusão. Uma atitude motivada pelo grande sonho de unir-se a alguém, um divisor de águas nascendo de uma decisão cujas pretensões são de caráter definitivo!
            Que gesto lindo e comovente, capaz de arrancar lágrimas de orgulho vindas do coração dessa mãe, que a todos os seus ciclos presenciou!
            Estou exultante de alegria, pois não é só na vida dele, que essa nova etapa se inicia, mas na minha também. É como se, novamente, eu fosse dar a luz a um filho. E, na realidade, é isso mesmo.
Ganho desta vida, mais uma filha, que irá se unir aos outros dois, para dividir com eles, o meu amor incondicional.
Deus é bom comigo! Deu-me mais essa grande alegria!
MMD

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário